Arquivo do dia: setembro 2, 2009

Ânsia, desejo, frenesi

Meus pensamentos são silenciosos, como os seus, como os de todos….. E o que eu faria se assim não fosse?  Eu em cima de você, pulsando, transpirando desejo e satisfação. Experimentando sua boca nua, crua e viva na minha. Desejo de sentir você, de te entregar meu prazer, de tragar o teu. E porque fui arrebatada por isso? Isso se tornou urgente, agora, nesse momento: Eu quero! É como se eu não suportasse adiar a satisfação dessa ânsia de você. Vontade de saber: onde o teu prazer habita, onde ele derrama e se extingue? Poderia ser em mim? Por mim? Pra mim? Quero você dentro de mim.

Anúncios

texto álbum

Bom, eu vou postar um texto que eu escrevi pra pôr no album que tô confeccionando pra mandar pro urso… embora eu nem saiba se  ele merece. Mas… vejo isso mais como um traço da minha personalidade do que meramente um artifício de conquista, portanto super válido. Vai ficar lindo.

Vou fazer fotos e desenhar com guache e lápis de cor. O texto é bem sugestionado.

“É como se chegássemos ao planeta com uma caixa de lápis de cor. Pode-se ganhar uma caixa de oito, ou a de dezesseis, mas o segredo é o que você faz com eles e com as cores que lhe foram dadas.

Não se preocupe em colorir somente dentro das linhas. Pinte por fora das linhas e também da página. Não queria limitar-se! Nós movemos com o oceano. Não estamos ancorados!”

Ainda consigo pensar em você demasiadamente, mas não sendo mais como antes. A chuva de agora é correria, e mesmo ainda com os pés fincados no calor, penso na hora chegada do frio: será que ele irá me aquecer? Não sei! E acho que ninguém sabe! De quantas incertezas já nos programamos e discutimos pra que nenhumas delas voltem à tona assim que o desejo também vier. Acho tudo lindo e concebível.

Acho que a caixa que ganhei tem sim muitas cores. Até hoje consegui inventar cores novas a partir das que já me foram dadas e mesmo assim sinto que falta. E essa falta eu sempre vou sentir… Seja através de você, das músicas, dos livros, dos dias ou das horas. A falta aqui é de qualquer coisa. Algo que busco inconscientemente.

* * *

Tinha que, obviamente, compartilhar com vocês! um beijo!