Arquivo do dia: setembro 28, 2009

Bom dia!

Tô lendo esse texto do Gustavo Gitti. Ainda não terminei porque eu tô acordando pra ir pra faculdade agora, mas o título é “Viver além de si mesmo” e acho que ilustra muito bem o que ando pensando ultimamente. Das imposições do nosso ego acostumado com uma postura que ligamos à nossa essência. Mas a essência é como o universo, infinita.

“Ao conhecer alguém novo, por exemplo, raramente deixamos espaço para novas construções. A atitude mais comum é nos precipitarmos em nos apresentar de modo fiel ao que temos sido ou tentado fingir até então: “Oi, meu nome é Gustavo, eu tenho um blog sobre relacionamentos, faço dança de salão e pratico meditação”. Quem será que acredita nessas mentiras que contamos a nós mesmos? Na Cabana do Dr. Love, sempre que uma pessoa entra e se apresenta listando seus defeitos e virtudes, eu pergunto: “Você realmente acredita nessa auto-descrição?”. Talvez o estranho que acabamos de conhecer nos daria espaço para ser outra coisa, ou nós mesmos seríamos sua oportunidade de ser completamente novo. Talvez o tímido pudesse ser extrovertido pela primeira vez, o autoritário pudesse ceder e o canalha se apaixonar de modo derradeiro. Mas o tímido logo reafirma sua característica pelo corpo e às vezes pela própria fala (”Eu? Não, eu sou tímido”), o autoritário preocupa-se em aprender modos de controle que funcionem com a nova pessoa, e o canalha reitera seu fechamento à verdadeira canalhice da vida: amar.” (Gitti)

Vou tomar banho, beijo.

Anúncios