Arquivo do mês: novembro 2009

Não nos apressemos, tudo se aquieta com o tempo

Não caminhemos muito devagar, o andar nos leva para caminhos necessários

Escutemos, as verdades já foram ditas a milênios e agora precisamos deixá-las reverberar em nossas consciências…

É simples, a mensagem pode ser encontrada aqui:

“Nada te pertube, nada te espante. Tudo passa, só Deus não muda. A paciência tudo alcança. Quem tem Deus, nada lhe falta. Só Deus basta.”

Anúncios

sofrimento-obstáculo.

Frases inconclusivas que perambulavam em minha mente fazem parte agora  da nuvem míope atrás de mim. A vida se clareia e eu sinto todas as sensações que desejo viver. O olho vivo me disse pra aprender a desejar e eu entendi. Resumir em apenas uma frase, no máximo duas: o que você quer? É, eu estava mesmo em dias confusos e deixei transparecer isso da forma mais natural e mais contraditória e mais louca que os outros conseguiram ver. Mas era e não era eu em todos esses momentos. O desalinho. Agora tenho de levantar cedo e ler mais livros. Menos ele, mais eu. Forma de preservar o desejo, zelo pelo futuro. Afinal de contas, um amor me espera em recompensa pela superação dos empecilhos do caminho. E o olho vivo me disse mais uma vez:

– Não é sofrimento. É obstáculo.

E viva a impermanência!!!

o caminho

O caminho do meio é estreito

Mãos em prece

Coração selvagem na trilha da bruxa boa

Mãos em prece não manipulam

No fim do túnel, luz de nuvem rosa

E então observamos a nitidez da lua…

 

(por Saturnine e Akila numa noite massa)